Eles não percebem que estão errados.

desejosexualfem450_2499e30694bc80752bf1d07b5ec89e55

Ela quer viver um conto de fadas e o que vivi na verdade é a achar que ele é um príncipe, mas príncipes não existem e como em toda história real ela descobrirá isso e eu torço para que eles deem certo, sério mesmo. Ele é meu melhor amigo e ela a melhor amiga.
Ela errou muito no passado. Ele sempre foi certinho demais. Ela nunca mediu seus atos. Ele sempre pensa em casa passo. Ela sempre foi apaixonada por ele. Ele sempre a achou imatura e desnaturada. Ela superou todo o seu passado. Ele a culpa pelos seus erros. Ela gostaria de voltar atrás. Eles não percebem que estão errados.
Mesmo clichê é verdadeiro. O que passou, passou. Ela errou e ele não devia culpa-lá. Eles não estavam juntos e agora estão. Ele não pode julgar por algo que aconteceu antes dele. Ele podia ter impedido, mas foi cego demais para cuidar da garotinha. Eles não percebem que estão errados.
Ele nunca quis desejá-la e chegou a me dizer que não: “Por ela não sinto atração.” Ele poderia mudá-la, mas não quis ouvir a voz da razão. Eles se amam bastante. Ela o quer acima de tudo. Eles são tão felizes e a culpam tanto. Eles não percebem que estão errados.
Eles tem tudo para darem certo, para ficarem para sempre juntos, mas precisam mudar. Eles não podem culpá-la pelos seus atos. Eles não podem culpá-lo por sua falta de intromissão. Tá na hora de se desligar e de só pensar com o coração. Voltemos ao assunto do texto e entendamos, então: Não se pode retornar ao passado, irmão.
Já começo a me prolongar e esse texto grande demais já está. A rimar comecei não sei o por que, mas é bom isto poder perceber.  Eu espero que a moral da história você possa interpretar e me despeço agora antes que demais volte a contar.

Anúncios

Sou 70% loucura

 tn_620_600_Capa031241

É segunda. Prendo um coque bem alto e coloco meu all star sujo. Penso em por mais lápis de olho, mas desisto por ser mais girlie do que rocker e a pulseira de caveiras no meu pulso já é suficiente. Por que a coloquei?

Pego os fones de ouvido e saio de casa ao som de Katy Perry. Quanto tempo, Katherine! O final de semana foi ótimo, mas agora volto a me sentir vazia. Aos poucos eu vou mudando e para mim cada mudança é perceptível até demais. Estou atrasada, mas a hora já não me importa. Celular, chaves, mochila. Ok! Estou insatisfeita com meu cabelo e com meu corpo. Até que o coque me deixou feliz.

Eu sou dramática. Eu quero e tem que ser. Pego o ônibus. Não nasci para ser pobre. O motorista gosta de pagode e eu detesto. Alguém diz para ele? Essa música está me matando.

Não choro mais, não grito. Mas, sinto. Eu sinto. Sou 70% loucura, 20% alegria e os outros 10%, tristeza.

Não me entenda, não preciso. Sou doente, tenho sono. To cansada, tenho sede. Quero colo, to com fome. Deus me ouça, quero mais. Bem mais para enfrentar a vida de cabeça erguida. Eu sou feliz, estou feliz!